Por meio das redes sociais, o prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), anunciou no início desta tarde (1º), o fim da greve dos rodoviários, após reunião realizada na prefeitura. O entendimento veio após mais de cinco rodadas de negociações.

De acordo com publicação no perfil do prefeito nas redes sociais, os ônibus voltam a rodar hoje a tarde, com o mesmo valor de tarifa. Braide conseguiu evitar o aumento no preço das passagens, como havia garantido desde o início do movimento paredista. 

No sábado (29), os empresários recusaram a proposta de subsídio oferecidos pelo município, no valor de R$ 8.250.000,00, para custear passagens de passageiros desempregados. Os empregados queriam reajuste de 13% nos salários.

Foram 12 dias de greve, com 100% da frota parada e três decisões judiciais descumpridas, que exigiam o retorno imediato dos ônibus as ruas. 

O fim da grave não resolve outras questões que ficaram em aberto…. Ficou claro que a greve não foi puramente “dos rodoviários”… 

Nota do Sindicato dos Rodoviários

O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão informa, que a reunião que aconteceu na manhã desta segunda-feira (1º), na Prefeitura de São Luís, resultou em acordo, entre as partes envolvidas.

O Presidente do Sindicato dos Rodoviários, Marcelo Brito, juntamente com a advogada da entidade, Valuzia Santos, trouxeram uma contraproposta da Prefeitura para a categoria apreciar:

– Reajuste salarial de 5%;

– 6% de reajuste no ticket alimentação, que corresponde a R$ 620,00 (seiscentos e vinte reais);

– Não haverá descontos dos dias de paralisação, nos salários dos trabalhadores rodoviários;

– As empresas que estão com salários de trabalhadores em atraso, terão o prazo até quarta-feira (3), para regularizarem a situação.

A categoria apreciou a contraproposta recebida e decidiu pelo fim do movimento grevista. O Prefeito Eduardo Braide, se comprometeu em acompanhar e fiscalizar o cumprimento do acordo feito entre Rodoviários e empresários. 

Blog Noticiar – por Olavo Sampaio