Após quatro anos fechado, o Teatro da Cidade de São Luís foi reaberto ao público na noite de quinta-feira (29), com apresentação do espetáculo “Nos tempos do Roxy”, da companhia Tramando Teatro e coral São João, com participação do cantor Fernando de Carvalho.

O espaço, que passou por obras de revitalização promovidas pela Prefeitura de São Luís, está localizado no Centro Histórico da capital e por muitos anos abrigou o Cine Roxy. O prefeito Eduardo Braide, ao lado da primeira-dama, Graziela Braide, de artistas, produtores culturais, secretários municipais e do público em geral, participou da noite festiva.

“Estamos devolvendo o patrimônio que é nosso, o Teatro da Cidade, que foi totalmente requalificado e está pronto para receber o público. Hoje também recebemos uma plateia especial formada, em grande parte, por artistas, estes que sobem ao palco para nos encantar, nos alegrar. Que esta casa permaneça aberta por muitos anos”, disse o prefeito Eduardo Braide. Na ocasião, o gestor anunciou que na área externa da casa de espetáculos será feita, em breve, a Calçada da Fama, para homenagear os nomes da cultura local.

O Teatro da Cidade de São Luís é um espaço cultural vinculado à Secretaria Municipal de Cultura (Secult) e teve as obras de revitalização executadas pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp). Os serviços realizados no local foram a colocação de novas instalações elétricas, novo sistema de climatização, acessibilidade, pinturas interna e externa, iluminação em led, novas instalações no camarim e revisão de cobertura. Com 260 lugares, há espaço para cinco cadeirantes em diferentes pontos da plateia.

“A gestão do prefeito Eduardo Braide fez uma obra de revitalização do Teatro da Cidade, onde foi recuperada desde a fachada, preservando o patrimônio para que pudéssemos restaurar o Teatro na sua originalidade, trazendo que há de melhor, mas preservando sua originalidade”, explicou o secretário da Semosp, David Col Debella.

Teatro

O Teatro da Cidade de São Luís foi criado por meio da Lei nº 5.604/2012. Ocupa um imóvel com edificação térrea do tipo art déco, adquirido pela Prefeitura e totalmente revitalizado com fachada restaurada, mantendo sua característica original, inclusive o letreiro com o nome Roxy. O imóvel conta parte da história da cidade e foi palco para grandes produções culturais da capital maranhense. Integra o conjunto arquitetônico tombado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), em 1997.

Foto: @DivulgaçãoPara o secretário de Cultura, Marco Duailibe, a reabertura da casa significa o fortalecimento da cultura local, por meio de seus equipamentos de cultura e arte.

“Devolver um equipamento de Cultura, enquanto outros estão fechando é muito importante. O teatro não só faz sentir e encantar, mas impacta a vida de muitas pessoas, pois forma novos leitores e espectadores. É uma forma de lazer e de promoção social. O teatro traz luz para a vida das pessoas”, destacou Marco Duailibe.

Espetáculo

Foto: @DivulgaçãoPara fazer com que o público entrasse no clima da festa, logo na entrada do teatro, atores caracterizados de personagens icônicos do cinema mundial saudavam quem entrava na casa. Robin Hood, Dorothy (O Mágico de Oz), o personagem bíblico Moisés, entre outros imortalizados nas telonas, estiveram à disposição do público para fotos.

Sobre o palco, o espetáculo “Nos tempos do Roxy” reuniu teatro e música com as presenças da Companhia Tramando Teatro e do Coral São João. O cantor Fernando de Carvalho fez uma participação especial.

Atores e músicos encantaram o público presente ao narrarem, de forma divertida e criativa, a história do prédio que abriga a casa de cultura que sediou, durante muitos anos, o Cine Roxy, um dos cinemas que representou os tempos áureos da cultura cinematográfica na capital. O cinema, entretanto, não acompanhou a evolução tecnológica, perdendo espaço para outras salas abertas na cidade, chegando a abrigar um cinema para filmes adultos.

Foto: @DivulgaçãoO espetáculo contou a história de um dos saraus promovidos por uma importante família do Maranhão, os Saraiva de Freitas. Durante o evento, que teve a participação de amigos mais próximos da família, são expostas algumas curiosidades tanto do Cine Roxy, quanto da vida dos personagens.

Em determinado momento, a anfitriã do sarau, Fátima de Freitas, fica aflita, pois havia contratado um violinista que não pode comparecer no dia. Mas, para seu espanto, o marido, o Senhor Saraiva, havia preparado uma grande surpresa para ela e para os convidados.

Trata-se do Coral São João, que traz no repertório músicas imortalizadas nos cinemas e que embalam diferentes gerações. Na grande celebração fictícia, a plateia imergiu na encenação, conhecendo um pouco mais sobre o local que sedia o Teatro da Cidade de São Luís.

Foto: @DivulgaçãoPara a atriz maranhense Lúcia Nascimento, um dos objetivos dos artistas é ter onde expor seus trabalhos. “Ter um equipamento em sua plenitude, de portas abertas, dando oportunidade para que a produção aconteça e tenha seu palco para ser exibido para a população é o objetivo maior do artista”, observou a atriz.

O diretor do Teatro da Cidade, Aldenor Filho, frisou que as pautas para os artistas que desejam se apresentar no espaço já estão abertas. Os interessados devem enviar ofício para o e-mail [email protected]

“O teatro estava fechado há quatro anos e hoje, para nós, é uma alegria devolvermos para a população”, frisou.

Prestigiaram a reabertura do Teatro da Cidade de São Luís, a vice-prefeita, Esmênia Miranda, e os secretários Carolina Marques (Semed), Liviomar Macatrão (Semapa), Saulo Santos (Setur), Bruno Costa (Semurh), Carlivan Braga (Semeped), Nirvana Anchieta (Semsa), Kátia Bogea (Fumph) e Felipe Mussalém (Amdes).