Tag: comercio

Trade turístico entrega propostas do ‘Vai Turismo’ ao governador Carlos Brandão

As entidades de representação do trade turístico do estado, entre elas, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Maranhão (Fecomércio-MA), receberam o governador Carlos Brandão em encontro para discutir demandas e entregar as propostas e recomendações de políticas para o segmento.

A cerimônia, que simbolizou a união de forças em um pacto para desenvolver o turismo e homenagear o Governo do Estado pelos investimentos ao setor realizados na atual gestão, foi realizada na noite desta segunda-feira (19), no auditório do Condomínio Fecomércio/Sesc/Senac, em São Luís.

Durante o evento, o governador Carlos Brandão recebeu o documento com as recomendações consolidadas pelo Projeto ‘Vai Turismo – Rumo ao Brasil’. A iniciativa é uma idealização da Confederação Nacional do Comércio (CNC) com apoio das Federações, que congregou propostas e conectou instituições, por meio de grande consulta envolvendo os principais atores do trade turístico, para recomendar políticas públicas de estímulo ao desenvolvimento sustentável de destinos turísticos brasileiros, de forma regionalizada.

No documento entregue em mãos pelo presidente da Fecomércio-MA, Maurício Feijó, o turismo maranhense é posto como vetor de desenvolvimento socioeconômico a partir da adoção de estratégias, políticas e ações de curto prazo, elencadas nos eixos prioritários de Governança, Tecnologia, Inovação, Acesso e Acessibilidade.

Integram o portifólio do ‘Vai Turismo – Maranhão’ proposições como a atualização da legislação urbanística, especificamente de incentivo ao turismo; modelo de gestão para implementação das ações promocionais do destino; aprimoramento de plataforma digital com linguagem acessível que concentre dados do setor de turismo; capacitação de lideranças comunitárias para que possam participar dos processos de implementação de ações de sustentabilidade; realização de oficinas de benchmarking, observando o comportamento da cadeia com essa tecnologia, entre outras.

Reforçando o debate de iniciativas que promovam a sustentabilidade do trade turístico, o presidente Maurício Feijó ressaltou a importância do projeto. “Por meio do ‘Vai Turismo’, a Fecomércio realizou diversas reuniões ao longo do ano com entidades do setor, para diagnosticar o cenário atual e consolidar o documento de propostas, com a finalidade de estreitar a relação junto ao Governo do Estado e articular parcerias com foco no desenvolvimento das políticas públicas”, pontou.

Além da Fecomércio, marcaram presença no encontro as Associações de Indústria de Hotéis (ABIH-MA), de Jornalistas de Turismo (Abrajet-MA), de Bares e Restaurantes da Litorânea (Aslit), do Comércio (ACM-MA), de Agências de Viagem (Abav-MA), de Bares e Restaurantes (Abrasel), Conselho Municipal de Turismo de São Luís (Comtur), Sindicatos de Hospedagem e Alimentação do Maranhão (Sehama), das Empresas de Turismo (Sindetur-MA), de Hotéis (Sindehotéis) e Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema).

Homenagem

A noite de diálogo com os dirigentes das entidades foi encerrada com a entrega de uma placa de condecoração ao governador Carlos Brandão, em reconhecimento aos avanços promovidos nos últimos anos, valorizando o potencial turístico do estado.

“Receber essa homenagem é motivo de muito orgulho neste pouco tempo à frente do Governo do Estado. Estes são os frutos dos nossos esforços para promover grandes eventos como o São João e Expoema, além da ampliação de investimentos em infraestrutura, promoção de destinos e muitas outras ações para fortalecer este segmento no Maranhão. Nosso governo é parceiro das entidades do trade turístico e reconhecemos a sua importância para a economia, uma vez que o setor é um grande vetor de geração de emprego e renda no nosso estado”, finalizou Carlos Brandão.

Definido funcionamento do comércio de São Luís, nos feriados de 7 e 8 de setembro

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Maranhão (Fecomércio-MA) informa que o comércio lojista de São Luís tem autorização para funcionar nos dias 07 e 08 de setembro de 2022 (quarta e quinta-feira), feriado nacional da Independência do Brasil e feriado municipal do aniversário de São Luís.

A decisão firmada entre a Fecomércio-MA e o Sindicato dos Empregados no Comércio de São Luís (Sindcomerciários) prevê que os estabelecimentos comerciais situados em ruas, avenidas, galerias e centros comerciais podem abrir as portas nestes dias, das 08h às 18h. As lojas de Shopping Centers poderão funcionar das 10h às 22h.

Para o funcionamento, as empresas devem realizar o pagamento das horas trabalhadas com acréscimo de 100% sobre o valor da hora normal, uma vez que o trabalho nestas datas é considerado extraordinário. Além disso, deverá ser pago também uma gratificação de R$ 40,00 (quarenta reais) aos empregados convocados ao trabalho. A Fecomércio-MA esclarece que as horas trabalhadas nesses feriados não podem ser compensadas com folgas.

As empresas que desejarem funcionar nos dias 07 e 08 de setembro devem enviar a lista dos empregados convocados ao conhecimento do Sindcomerciários, por meio do endereço eletrônico: [email protected], além de recolher o valor de R$ 10,00 para a entidade que representa os empregados do comércio.

São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa

Conforme previsto na Convenção Coletiva de Trabalho firmada entre a Fecomércio e o Sindicato dos Empregados no Comércio de São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa, fica autorizado, também, o funcionamento do comércio lojista nos demais municípios que compõem a Grande Ilha de São Luís, no feriado nacional de 7 de setembro.

Para a abertura das lojas valem as mesmas regras de São Luís: pagamento das horas trabalhadas com acréscimo de 100% sobre o valor da hora normal, além de gratificação no valor de R$ 40,00 aos empregados convocados.

No dia 8 de setembro, o comércio de São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa volta a funcionar normalmente, sem pagamento de horas extras, já que o feriado municipal abrange apenas o município de São Luís.

Pequenos negócios geram 83% dos empregos no Maranhão

Do saldo positivo de 19.753 empregos formais em 2020 no Maranhão (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, do Ministério da Economia), os pequenos negócios foram responsáveis por 83% ou 16.412 dos postos de trabalho. Os dados integram um levantamento feito pela Junta Comercial do Maranhão (Jucema) e reafirmam a força desse segmento na economia maranhense.

O saldo de empregos gerados por esses negócios é quase três vezes maior que o saldo de empregos gerados pelas médias e grandes empresas que juntas somaram 6.126 postos de trabalho.

São resultados positivos que inserem o Maranhão no contexto nacional de crescimento das Micro e Pequenas Empresas (MPEs). Somente elas geraram para o Brasil mais de 293 mil das contratações com carteira assinada.

(Foto: Divulgação)

O relatório da Jucema também faz um ranking das cidades maranhenses que tiveram os maiores saldos de empregos gerados pelas micro e pequenas empresas. Nele a capital São Luís aparece em destaque com 5,8 mil novos postos de trabalho. Em seguida, despontam Imperatriz e Timon, com 1.230 e 699, respectivamente.

Em quase todos os setores o saldo de empregos foi positivo, mas foram as microempresas do setor de comércio que puxaram as contratações em 2020, criando mais de 7 mil postos de trabalho. Em seguida estão os pequenos negócios de serviços que mais tiveram empregabilidade no Maranhão.

(Foto: Divulgação)

Ao comemorar a força dos pequenos negócios na dinamização da economia maranhense especialmente nesse momento de dificuldades impostas pela Covid-19, o presidente da Jucema, Sérgio Sombra, reforça que o segmento é uma alavanca de desenvolvimento do país. “As Micro e Pequenas Empresas representam um dos principais motores da economia brasileira e no Maranhão essa realidade não é diferente. Os números comprovam a capacidade de resiliência, inovação e força demostrada pelas MPEs mesmo num cenário de crise como a que estamos vivendo”, analisou o gestor da Jucema.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén